sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Aqui, claro, há Gato




Notas:
1) A Patrícia e o Eugénio Miguel autorizaram-me fotografar o Gato e publicar as fotografias. Obrigado!
2) O poema de Manuel António Pina encontra-se no volume Todas as Palavras – Poesia reunida (1974-2011), publicado pela Assírio & Alvim, em 2012, p. 358.

2 comentários:

  1. Este gato nasceu para ilustrar o poema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez, Marília. O que sei é que as fotografias foram feitas para acompanhar o poema do poeta. Gostava de enviar a "colagem" ao Manuel António Pina, se soubesse o seu "novo" endereço (postal e/ou eletrónico). Ele manda-me, diariamente, para «Todas as Palavras», mas nunca indica a residência da «casa» onde agora mora. Está, com certeza, muito ocupado em "observar os pássaros".

      Eliminar